Não comprem meu carro.



Vazylio Sadula, de 57 anos, dono de um Logan 2007, ficou cansado dos problemas com seu carro e decidiu fazer um protesto ousado. Colocou faixas em cima do carro e o parou em frente a uma concessionária Renault de Curitiba, onde o comprou, segundo o site Paraná Online.

Ele ainda diz que chegou a ser agredido pelos funcionários da concessionária. A empresa entrou com uma liminar para que ele não possa mais ficar em frente a loja atrapalhando os negócios da mesma.
Ele diz que comprou o veículo no dia 19 de novembro de 2007. Duas semanas depois, a montadora anunciou um recall que incluía o Logan de Vazylio, por conta de um problema na caixa de direção. Diz ele que depois do recall, surgiram vários problemas no carro, não só na caixa de direção, mas também no freio, nas rodas e em outros lugares.
Ele diz que voltou na concessionária várias vezes, mas que os problemas não foram resolvidos. Vazylio então procurou o Procon. A loja propôs um acordo, se comprometendo a realizar novas avaliações no veículo. Porém ele não aceitou e exigiu seu dinheiro de volta. A loja recusou, alegando que o veículo foi examinado e não apresenta defeitos.
De acordo com o site Paraná Online, “problemas como esse ainda fazem com que a Renault tenha dificuldade em crescer no país – os carros da montadora francesa carregam fama de ter manutenção cara e sofrer índice de desvalorização muito acima da média da concorrência.”
“Isso talvez explique a alta ociosidade de uma das fábricas da empresa no país, justamente a instalada em São José dos Pinhais, no Paraná, que hoje gira em torno 60%.”

Via NoticiasAutomotivas

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *